Continuando a série “Dicas do Everest”, um post com uma dúvida geral. O que vale mais a pena? Ir com agência ou por conta própria? Neste post, mostrarei alguns pontos para te ajudar na decisão.

Sozinhos nunca!

Apesar da trilha ser relativamente fácil, alguns trechos são muito perigosos (deslisamento de rochas, falta de sinalização, além do risco pela altitude). Portanto NUNCA vá sozinho, sempre com guias!!!

trilha everest EBC
Início da trilha

 

As vantagens de fechar por agência:

  • Tempo: para fazer a trilha, você precisa de um “visto” para entrar no parque e durante a trilha existem vários “check points” para carimbar sua carteirinha. Com a agência, você não perde tempo com essa burocracia e filas para carimbos…
  • Experiência/confiabilidade: existe uma agência+guia que se responsabiliza por você, portanto mais olhos e mais segurança;
  • Equipe/treinamento: os grupos são separados em máximo de 7 pessoas/guia, além dos carregadores (porters em inglês). Eles têm treinamento de primeiros socorros, postura, higiene (acreditem, isso conta muito!);
  • Disponibilidade de quartos: em alta temporada, as vilas ficam lotadas e sobram pouquíssimos quartos. Se você for por agência, temos preferência nos “tea houses”;
trilha para o EBC
Trilha para o Everest Base Camp

As vantagens de contatar guia+porter por conta própria:

  • Custo: esse ponto é sem dúvida, o que mais atrai quando optamos por viajar por conta. Mas não nesse caso! A diferença é tão pequena que é melhor ir com agência;
  • Flexibilidade: tanto de roteiro como de tempo, já que vocês estarão sozinhos;

Os custos, para ter uma idéia:

Agência: USD1.800 p/14dias = USD120/dia
(inclui translado Katmandu, vôo p/Lukla, Entrada parque Sagarmantha, gorjeta guia+porter, hospedagem, 3refeições por dia comida+1bebida).

Avulso: aprox USD114/dia

  • translado Katmandu = USD20 ida e volta
  • vôo p/Lukla = USD300 ida e volta
  • entrada parque Sagarmantha = USD40
  • guia+porter = USD28/dia (está incluso comida e estadia deles)
  • gorjeta p/os dois =USD10/dia
  • hospedagem = USD20/dia
  • comida = USD7/refeição em média
  • bebida = USD3/refeição em média

Se precisarem de uma indicação de agência, fui com a “Himalayan Wonders”. Um dos donos é um brasileiro-chileno, tem excelente custo, são bem estruturados e fui bem atendida.

Veja também outros posts da série “Dicas do Everest”:
Economize na passagem aérea” e
O que levar na mala?

Deixe uma resposta