Imagine um único lugar, com lindos lagos, furnas, praia, termas no meio do mar, baleias, trilhas, bike, boa comida e vinho bom e baratíssimo… Açores!!!

Açores é um arquipélago composto por 9ilhas e a maior delas é São Miguel. É sobre esta ilha que falaremos neste post.

Se ainda não foi, agende logo! Neste post decidi dividir com vocês os 7 prinicipais motivos imperíveis para você fazer em São Miguel (Açores).

Se já conhece, divida conosco sua experiência…

1) Fazer a trilha da Lagoa do Fogo

Você chega nela por cima e a vista já é de tirar o fôlego! Sua cor azulada encanta e o melhor: tem trilha para descer e margear o lago. É uma descida super íngreme, mas vale a pena!

São 40mins de descida, vá margeando pela sua esquerda (olhando pra frente do Lago). Você avistará a a montanha do outro lado e se sentirá no parque dos dinossauros! Se tiver pique, ainda tem outra lagoa no final dessa trilha.

Viu como vale a pena?

2) Tomar um vinho e depois mergulhar na Praia do Ribeirinha

Depois de curtir o dia na Lagoa do Fogo, trilha e um visual maravilhoso da ilha, vale a pena fechar com chave de ouro e assistir o pôr do sol na beira da praia com um vinho delicioso!

Vá para Ribeira Grande e indico o restaurante “Let it be” que tem o custo super acessível! Não irá se arrepender!

Dê um mergulho na praia, sentir a temperatura da água, trocar as energias! Prepare-se para um pôr do sol maravilhoso!

3) Caminhar na ponte que divide a Lagoa Verde e Lagoa Azul

Aqui vale uma atenção! Antes de chegar na Lagoa Verde e Azul, você irá beirar a Lagoa de Santiago ou também conhecida como Lagoa Esmeralda. Essa é uma parada OBRIGATÓRIA, pois é realmente é um presente! Pare e contemple! 

Ah, enfim… Lagoa Verde e Azul, duas lagoas juntinhas, separada apenas por uma estrada. Tão perto e tão diferente ao mesmo tempo…

Você aproveitará a vista tanto por cima como por baixo, de pertinho… É um espetáculo!!!

Quando chegar na ponte do meio, encoste o carro e caminhe pela ponte que separa as duas Lagoas. Ah, aproveite as trilhas em volta das Lagoas. Fizemos a trilha em volta da Lagoa Verde. Tem poucos trechos difíceis e a vista compensa!

4) Visitar a “Vista do Rei”

Depois de curtir as duas lagoas de perto, siga a estrada por “Sete Cidades” como o mapa abaixo. Tem uma trilha bem lega e uma vista maravilhosa! Como o próprio nome diz, é uma vista digna de REI! 

Não consegui fazer a trilha pois tinha uma corrida de bike no dia… snifff… Mas consegui chegar no início da trilha e tive o privilégio de admirar a paisagem!

5) Mergulhar no Termas da Ferraria (termas no meio do mar!)

Essa é uma experiência do outro mundo! Imagine entrar no mar à 17graus Celsius e à sua volta tem saída de água à 90graus que se misturam e forma uma piscina super agradável à 32graus. É maravilhoso, natural e de graça!!!

Quando você chega, tem uma estrutura e parece que é propriedade particular, mas é aberta ao público. Vá descendo a escada até chegar à beira do mar. Verá que tem banheiros para se trocar, tomar banho depois. Não vai se arrepender!

6) Visitar as Furnas (caldeiras)

Uma experiência incrível, ficar tão pertinho das furnas! Separe uma hora para caminhar em volta do parque e você verá saídas da furna naturais nas calçadas, no mato, nos córregos… Mas cuidado para não se queimar!

7) Ainda tem mais 8 ilhas para conhecer

Imagine agora que ainda tem mais 8 ilhas para você conhecer e se divertir! Todas com inúmeras atividades ao ar livre e fauna incrível! Infelizmente não tive tempo para visitar as demais ilhas…

https://www.google.com.br/maps/place/Ilha+de+S%C3%A3o+Miguel/@37.7794007,-25.7002056,80421m/data=!3m1!1e3!4m5!3m4!1s0xb5cd77250e697c3:0xae4f6f26c3f63890!8m2!3d37.780411!4d-25.4970466

O que faria diferente?

– Ficaria mínimo 5 dias para conhecer as demais ilhas
– Faria o passeio de barco para ver as baleias (não era época)
– Mergulho, com certeza!

Dicas para economizar:

Por ser uma ilha muito turística, os preços são um pouco salgados. Então aí vão algumas dicas para economizar:

  • Comida: compre comida pronta do mercado e leve marmita. Em todas as estradas (e nos melhores points) tem um cantinho para fazer picnic. Além de economizar em grana e tempo, você aproveitará uma vista maravilhosa!
  • Transporte: as linhas de ônibus não tem horário frequente, então, para ganhar tempo e aproveitar melhor sua viagem, vale a pena encontrar alguém para rachar um aluguel de carro;
  • Hospedagem: a melhor região para ficar é na Ponta Delgada, região central da ilha e próximo do aeroporto. Além de ter toda a estrutura q precisar (mercados, restaurantes, lavanderia, etc), fica no meio da ilha,facilitando o seu percurso para as demais regiões, economizando na gasolina. 😉

Alguns sites que me ajudaram muito:

  • http://www.visitazores.com/pt-pt
  • http://www.visitportugal.org

Confira também o post sobre as demais regiões de “Portugal Natural”.

 

Deixe uma resposta